domingo, 5 de abril de 2015

Top 5 Filmes Pra Se Assistir na Páscoa (ou Não)

A Páscoa chegou, e mais uma vez farei uma lista de 5 filmes que não tem nada a ver com a tradição da data festiva. Mas que com certeza são divertidos/assustadores/curiosos pra alegrar seu domingo (ou não). Segue abaixo a lista do top 5 filmes pra se ver na Páscoa (ou não):

Donnie Darko:

O que dizer de Donnie Darko? Um filme independente que marcou toda uma geração (e que continua marcando, vários conhecidos mais novos que eu idolatram o longa), que mostra na figura de Donnie (Jake Gyllehall) o que é ser um adolescente. Claro que há a presença de um elemento sobrenatural, que vem na figura de Frank. O coelho mais assustador que o cinema já mostrou. Sorte de principiante? Talvez (visto que Richard Kelly nunca mais fez algo decente). Pretensioso? Um pouco. Mas ninguém pode negar que Donnie Darko marcou, e continua marcando muitos espectadores.


Império dos Sonhos (Inland Empire):

O cinema de David Lynch não é para muitos, investindo em tramas com cotornos surreais o diretor sempre levantou discussões a cerca de seus filmes. De Eraserhead, até Veludo Azul. Império dos Sonhos é o fime mais surreal e indecifrável do americano, com um fiapo de plot que diz apenas: uma atriz (Laura Dern) com problemas. A importância do filme é inquestionável, sendo até mesmo uma das inspirações pra Cisne Negro (apesar dos filmes não poderem ser mais diferentes). Mas por que a presença deste filme na lista? Porque em determinado momento, Lynch insere este sinistro cenário de uma sala na qual três coelhos (vestidos de pessoas) aguardam. Uma referência a Alice no País das Maravilhas? Um sinal de que a loucura da atriz está se multiplicando? Uma cena assustadora? Todas corretas. Uma pena que desde Império dos Sonhos, David Lynch não tenha lançado mais nenhum filme. Sentimos sua falta, rapaz. 


Matrix:

Okay, esse eu admito que estou apelando. Não existe nenhum coelho físico em Matrix. Concordo. Porém: existe a simbologia do coelho branco de Alice na trama. Lembre-se que quem faz Neo sair de sua casa. é uma mulher com tatuagem de coelho branco. Uma clara alusão à Alice, uma das inúmeras referências de Matrix. Filme de ação que mistura filosofia, ficção científica, kung fu, western resultando num filme delicioso. Uma pena que as continuações não tiveram o mesmo resultado.


Monty Python em Busca do Cálice Sagrado (Monty Python and the Holy Grail):

Se você nunca assistiu nenhum filme do Monty Python, pare de ler isto e assista. A trupe britânica fez alguns dos filmes mais engraçados do cinema, além da série Monty Python Flying Circus (precussor do Saturday Night Live e até mesmo do Casseta e Planeta). Em Busca do Cálice Sagrado é o 1o filme da trilogia Python, e fala sobre a quest do Rei Artur (Graham Chapman) pelo cálice que dá nome ao longa. Para isso, terá que passar por vários desafios. Entre eles, o coelho assassino. Sim, um coelho que ataca quem chegar perto da caverna com a profecia. Assista o filme, acredite.


Uma Cilada Para Roger Rabbit (Who Framed Roger Rabbit):

O filme menos absurdo da lista, também é o mais famoso. Lançado em 1986, o longa é extremamente revolucionário. Dirigido por Robert Zemeckis (da trilogia De Volta Para O Futuro), o longa conta uma história que mescla noir e comédia como ninguém. Contando com um elenco recheado de atores talentosos (só pra começar: o falecido Bob Hoskins e o eterno Doc Brown, Christopher Lloyd), e mesclando pela 1a vez na história do cinema animação e live action Roger Rabbit é um filme infantil (se você descontar as cenas com a namorada de Roger) digníssimo.