domingo, 2 de fevereiro de 2014

Morre Philip Seymour Hoffman


O ator norte-americano Philip Seymour Hoffman foi encontrado morto hoje (2/02/14) no seu apartamento em Manhattan, o ator havia assumido ter problemas com drogas no passado e internou-se numa clínica de reabilitação em 2013. Ainda não há mais detalhes sobre a natureza da morte, mas especula-se overdose.

Agora saindo desse lado mais formal, eu era um grande admirador dele. Sempre que Philip surgia em tela era formidável, conseguindo a proeza de fazer surgirem bons momentos até mesmo em filmes ruins (Quero Ficar com Polly e Twister), e conseguindo tornar os filmes bons melhores ainda (Sinedoque Nova York, Quase Famosos, O Mestre, Capote, Magnolia, Boogie Nights, Embriagado de Amor, Jogos de Poder e tantos outros).
Indicado 4 vezes ao Oscar, por: Capote, Dúvida, Jogos de Poder e o Mestre, o ator ganhou apenas uma vez por Capote. Não importa a quantidade de prêmios, a verdade é que sempre que surgia em tela Philip fazia sair faíscas da tela. De tão boa e extraordinária a sua atuação (ele sempre era um coadjuvante nos filmes de Paul Thomas Anderson, mas sempre chamava atenção em seus papéis pequenos).

É mais triste pra mim reportar a notícia de sua morte, pois ontem eu havia assistido um de seus filmes mais legais. O sensacional Quase Famosos, de Cameron Crowe. Aonde o ator interpretava o maior crítico de Rock da história, Lester Bangs fundador da revista Creem. O filme já me emocionava muito por conta de um diálogo mais para o final, aonde o personagem de Philip dava conselhos pro protagonista (um garoto de 15 anos) citando sua própria vida. Agora, essa cena ganha toda um novo significado..

O importante é que o legado de Philip permanecerá pra sempre:
R.I.P (1967-2014)

Pra quem quiser ver a tal cena, deixo o vídeo abaixo: