sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Bons filmes sobre o fim do mundo.

Bom, hoje é dia 21/12, data marcada para o fim do mundo. Todos vocês devem estar de saco cheio de pessoas falando dessa babaquice, mas não podemos nos esquecer que o apocalipse é um tema recorrente no Cinema e já nos proporcionou bons momentos.
E aqui mostrarei os filmes que, na minha opinião, são os melhores relacionados ao assunto. Sem ordem de preferência, ok?

Procura-se um Amigo para o Fim do Mundo (2012)

É um filme que dividiu opiniões, mas que me conquistou justamente por seu tom leve, sua trilha sonora imersiva e gostosa, as boas performances e por lidar com o tema de uma forma incomumente leve e relaxante. Por outro lado, Procura-Se um Amigo para o Fim do Mundo não é um filme excelente - longe disso - mas que conquista.

 Wall-E (2008)

Esse incrível longa da Pixar não poderia deixar de estar aqui. Tratando do fim do Planeta Terra de forma tensa, melancólica e relativamente pesada, mas que, em momento algum, deixa de dar atenção ao público infantil, Wall-E é uma história que toca no fundo do coração, enche os olhos de lágrimas e que fica na memória. Um dos meus filmes favoritos, sem dúvidas.

A Estrada (2009) 

Um filme pós-apocalíptico lento, depressivo, melancólico e tocante, com excelentes performances de Viggo Mortensen e do pequeno Kodi-Smit McPhee, que, juntos, criam uma química de pai e filho exemplar. Além disso, a direção de arte e a fotografia são de encher os olhos. 

O Livro de Eli (2010)

Mais um divisor de opiniões. A minha é a de que O Livro de Eli é um filme com diversas falhas e que se esforça demais pra ser grande em escala, envolvendo temas meio desconexos, mas eu considero um bom filme de ação em um mundo pós-apocalíptico muito bem construído por uma fotografia impecável e uma boa direção de arte, e que conta com a presença do sempre excelente Gary Oldman.

Summer Wars (2009)



Um bom exemplar de animação japonesa, o longa dirigido por Mamoru Hosoda é de difícil acesso a nós, brasileiros. Apenas baixando ou importando em DVD ou Blu-Ray dos Estados Unidos (onde o filme foi lançado). Mas vale a pena. O filme fala sobre um vírus imenso de computador que ameaça um mundo virtual chamado Oz, e que provoca o lançamento de mísseis nucleares que podem causar danos imensos ao mundo real. Uma animação de qualidade, com personagens complexos, cenas de ação lindas, uma direção de arte incrível e uma excelente direção de Mamoru Hosoda, que, apesar de ainda não ser um Hayao Miyazaki, um Katsuhiro Otomo nem um Mamoru Oshii, já provou estar no caminho certo. 


Melancolia (2011)

Okey, esse sim é o grande divisor de opiniões na lista. Muitos amam, muitos odeiam, mas uma coisa pode-se dizer: Lars Von Trier sabe fazer filmes diferentes daqueles com os quais estamos acostumados. Não importa o que dizem, se você ainda não assistiu, assista. Você pode odiar, você pode amar, nunca se sabe. Apenas assista e tire suas próprias conclusões.

O Núcleo (2003)

Na minha opinião é um filme fascinante, mesmo que lento e que pode ser enfadonho para alguns, eu considero um filme inteligente e que funciona muito bem. Provavelmente todos já assistiram a esse filme na TV ou na escola (eu mesmo tive que assistir 4 vezes nas escolas onde estudei ao longo da minha vida escolar). Se você ainda não viu, eu recomendo.

Monstros (2010)


Outro filme fascinante e que nem todo mundo conhece, Monstros já trata do apocalipse de uma forma diferente, mostrando o mundo seis anos depois de um massivo ataque de monstros. Um ótimo exemplar de ficção científica.

2012 (2009)

Okey, 2012 é um filme idiota, sem desenvolvimento de personagens e que não trás nada relevante - assim como os outros filmes-catástrofe de Roland Emmerich. Porém, é inegável que o cidadão sabe simular uma destruição massiva e de enorme escala. Não passa de um passatempo, mas que tem bons momentos.

Agora, apenas para encerrar a lista, mostro-lhes uma cena de Deluge, um dos primeiros filmes-catástrofe. Feito em 1933, achavam que todas as cópias teriam sido destruídas pelo tempo, mas nos anos 80 foi encontrada uma versão importada, dublada em italiano e 10 minutos mais curta.