sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Dez Filmes de Terror Para Se Ver Após o Halloween!

Halloween já passou, por isso nada mais justo do que escolher 10 filmes de terror para se assistir a noite! Lembrando que esta não é a lista dos mais assustadores, mas sim os que o blog mais gosta ;)

Drácula de Bram Stoker




Drácula é um dos pouquissimos filmes surgidos depois da década de 80, que seguem a linha cinema clássico. Por ser um filme que não utiliza efeitos de computação(foi uma opção feita pelo seu diretor Francis Ford Coppola). Um filme maravilhoso que combina horror e romance em doses iguais. Feito tanto para os bons apreciadores de terror (isso inclui sustos, maquiagens fantásticas e doses fartas de sangue), quanto para as apreciadoras de um bom romance proibido. Misturando cenas que criam um clima pesado e tenso (a cena onde Drácula, em sua forma demoniaca, grita na frente de uma cruz, esta começa a pegar fogo), e cenas que criam um clima de sexo e sedução, Drácula é um dos melhores filmes de terror/horror já feitos.

The Evil Dead-A Morte do Demônio

The Evil Dead é um caso curioso. Em 1982, ninguém esperava o impacto que um filme feito por jovens de 20 e poucos anos (com pouco dinheiro) poderia ter feito. Misturando muito sangue, mortes criativas, uma mitologia no minimo curiosa, efeitos especiais bons (para época, ao ser revisto por mim em Blu Ray percebo diversos erros dos seus efeitos) e atores eficientes, The Evil Dead cumpre o que promete, como os próprios créditos finais dizem:A Experiência Definitiva de Horror Repulsivo. Nada menos do que isso! Vale a pena falar que existem duas continuações: Uma Noite Alucinante (Evil Dead 2) e Uma Noite Alucinante 3 (Army of Darkness). Ambas excelentes, mas sem manter o padrão horror tão bom do original, e melhor, filme.

O Iluminado

Stanley Kubrick era um diretor que não se restringia a um só gênero de filme. Quando leu o livro de Stephen King, Shining, Kubrick viu uma oportunidade pra fazer seu filme de terror. O que ninguém sabia, é que se tornaria um dos melhores filmes do genero. O Iluminado é um dos filmes mais assustadores já feitos, misturando terror psicológico (as gêmeas no corredor) com coisas que não entendemos, Kubrick fez um filme antológico. A personagem de Shelley Duvall ao final do filme, está com os nervos em crise. Tremendo, gritando e com medo de tudo. Igual a platéia, Kubrick só tinha um elemento em comum em todos os seus filmes (e não é o gênero):Todos são experiências cinematográficas no minimo espetaculares. O Iluminado não é uma exceção.

O Exorcista

O Exorcista mesmo tendo sido lançado em 1973, ainda mantém o titulo dado na época:O filme mais assustador de todos os tempos. Não espere sustos no filme, mas uma experiência assustadoramente incomoda. Como um bom filme de terror deve ser. É claro que para alguns o filme tem impacto maior (católicos por exemplo), mas mesmo assim um filme assustador de todos os jeitos. E um filme brilhante, assista e comprove!

Deixe Ela Entrar


Um dos filmes mais originais do últimos anos, Deixe Ela entrar é dirigido por Tomas Alfredson (sueco que depois faria o também brilhante O Espião Que Sabia Demais) o filme conta a história de uma vampira com um humano. Só que ambos são crianças:Ele tem 13 anos, e ela aparenta ter também. Uma bela metáfora para o passar dos anos, uma visão diferente do Bullying e um dos melhores filmes lançados no últimos 20 anos. O filme teve um remake norte americano, que é bom. Mas que não possui a originalidade e o impacto do filme sueco. Em tempos de Crepúsculo, um filme de vampiros clássicos é sempre bem vindo. E um filme de vampiros muito acima da média, é convidado para entrar nas nossas vidas para sempre.

Um Lobisomem Americano em Londres

Um Lobisomem Americano em Londres é o melhor filme já feito sobre Licantropos (lobisomens). Um filme que misturava terror e comédia em doses iguais. Afinal, o diretor do filme é ninguém menos que John Landis. O diretor de clássicas comédias como Os Irmãos Cara de Pau (The Blues Brothers) e Clube dos Cafajestes (Animal House). O filme possui uma cena antológica: A transformação de David (David Naughton) em lobisomem. Tudo feito apenas com maquiagem feita por Rick Baker (ganhador de tres oscares de maquiagem, incluindo este filme), sem efeitos de computador. Uma cena que impressiona ainda hoje. Um clássico cult de terror!

Arraste-me Para o Inferno

Sam Raimi já havia terminado sua trilogia Homem-Aranha. Com milhões arrecadados Raimi resolveu voltar as suas origens. Fazer um filme trash, um terror clássico, do jeito certo de se fazer terror. Na história uma gerente de banco, nega um empréstimo a uma cigana para impressionar seu chefe. O que ela não sabia era que a cigana botaria uma maldição, aonde um demonio chamado Lamia iria atormenta-a. Culminando em leva-la para o inferno.
Um (perdão o termo) outa filme de terror. Misturando cenas assustadoras (a cena onde Christine está em sua casa sozinha com o demonio) e muita comédia trash (a bigorna) Arraste-Me Para o Inferno é um dos melhores filmes de terror já feitos nos últimos 20 anos!

Pânico

Pânico é um belo caso de metalinguagem. Um filme de terror, nos quais os jovens que estão com risco de morrer sabem as regras dos filmes de terror para não morrerem. O 1o Pânico (o melhor) conseguia misturar bem o terror com a comédia. Veja por exemplo o personagem cinéfilo dizendo "Para não morrermos, temos que ficar sem sexo! Em Sexta Feira 13 sempre que alguém transava morria!". Um filme divertido, e que dá bons sustos.

Alien O Oitavo Passageiro

Alien é um filme fantástico. Misturando ficção cientifica com horror, a produção fez muita gente ficar com medo no cinema. Desde em cenas antológicas (o nascimento do Alien, estourando o peito do até então jovem John Hurt), até em cenas mais simples (quando o personagem Dallas ilumina um ponto escuro e o Alien surge). Alien inovou também por ter uma protagonista feminina durona, algo pouco comum em produções do genero. Podemos até dizer que após Alien, várias mocinhas surgiram nos filmes de terror (Halloween, Pânico).

Espero que tenham gostado da lista(atrasada). Tenham uma boa noite!