sexta-feira, 4 de junho de 2010

Crítica:Clube da Luta





Clube da Luta é um dos filmes mais originais lançados nos últimos anos. Que gera muitas discussões nas faculdades de cinema. Sobre o que seria é a pergunta que todos se fazem. Tédio? Terrorismo? Violência? Sobre um homem com sérios problemas mentais? Bom, na realidade eu não sei. Não há como saber. Pode ser tanto todas as opções, quanto que não seja nenhuma delas.O que sei, é que o filme está na minha lista de filmes favoritos. E isso, já é o bastante pra fazer uma crítica sobre ele aqui nesse blogzinho habitado somente por mim. Ah sim levem isso pro lado pessoal.

O filme é basicamente sobre dois caras (um sofredor de insonia e um vendedor de sabonetes), que começam um clube, que consiste em organizar lutas entre homens comuns. Obviamente, essa é somente a trama básica do filme. Que é muito mais complexo do que isso,
 garanto. O que nos leva pra segunda maior questão em torno deste filme: O que o torna tão bom assim?


Essa última pergunta pode ser respondida de forma bem simples: Os profissionais envolvidos na produção são muito competentes. Simples assim, sinto muito se eu o desapontei. Mas note que não há mistério algum. A direção de David Fincher é eficiente, o roteiro é fantástico (fazendo todo mundo quebrar a cabeça se perguntando do que diabos se trata o filme), as atuações são extremamente verdadeiras. Além das outras partes técnicas que não falham também (direção de arte, mixagem de som, efeitos sonoros, efeitos especiais).
Perceba que nas mãos erradas, Clube da Luta poderia virar um simples blockbuster de ação, sobre um clube clandestino aonde homens lutam jiu jitsu. Mas felizmente, caiu em mãos extremamente confiáveis  

David FIncher quis sair o máximo sobre esse clichê de ação que muitos diretores poderiam ter posto no filme. Apesar de sempre ter alguém que o enxerga como um filme de ação. 
Devido aos momentos violentos do filme. Bom, nisso vou dar um dica simples pra vocês leitores. Alguns podem saber, e outros não: Só porque um filme é violento, ele não é necessariamente do gênero de ação. Ou vocês acham que Laranja Mecânica é um filme de ação? Eu acho que não (eu estou sendo muito arrogante nessa critica? Acho que sim).






















Agora, eu gostaria de analisar primeiramente os personagens de Clube da Luta. Que podem nos dizer muito sobre a trama. A começar pelo personagem principal do filme.
O personagem de Edward Norton. Que não tem nome. Isso mesmo, não há nenhuma referência nos créditos finais do filme ao personagem de Norton. Há algumas pessoas que defendem que seu nome seja Jack, devido a clássica cena do filme na qual o personagem diz "Im Jack´s angry".

Porém, ledo errado. Jack na verdade é o nome do personagem da revista que ele estava lendo. Ele só brincou com o nome. Mas ai eu pergunto pra vocês: Por que ele não tem nome? Um erro de roteiro, um esquecimento pra dar um charme ao personagem? Não meus caros leitores. Alguns de vocês já sacaram, mas pros que não entenderam ainda é porque o objetivo do personagem de Norton, é de representar o homem comum. Um homem qualquer da multidão. Um de nós. Botar um nome nele, só o torna mais exclusivo, menos comum. O que o filme não quer de jeito nenhum. Ele quer que você se identifique com o personagem.

O personagem de Norton é um sofredor crônico de insonia. Ele é um consumidor excessivo, comprando coisas completamente dispensáveis para sua vida. Tudo isso porque ele assiste muita televisão. Aonde ele é (como todos nós) bombardeado por dezenas de comerciais.
Assim juntando tudo:Insonia+Televisão+Consumismo absurdo=Um verdadeiro zumbi. Um ser sem vida alguma.






Note também,que tudo no personagem quer mostrar que ele é um homem extremamente comum.A sua roupa engravatada, o seu corte de cabelo, sua expressão sem alma. Seu histórico familiar (seus pais são separados como o de tantas pessoas hoje em dia).
O personagem de Edward Norton é um homem que não vive. Ele respira, mas não sente vida.

Ele até tenta resolver isso. Em determinado momento ao ouvir a recomendação do seu médico, começa a visitar grupos de auto ajuda para câncer testicular,câncer no pulmão, doenças horrendas.Sendo que ele não possui nenhuma delas, seu único problema é não conseguir dormir.






















Ao ver essas pessoas,que estão a beira da morte,  que são estereis, ou que tem problemas familiares ele vê como é sortudo. E se sente vivo.Assim consegue voltar a dormir.
Até que aparece outra personagem importante da trama:Marla Singer(Helena Bonham Carter).
Marla Singer é uma mulher destrutiva. Fuma muito, bebe muito. Vive em uma casa completamente bagunçada. É uma mulher que parece não ligar a minima pra nada. Mas ela liga. É uma mulher que quer a atenção de alguém especial. Apesar disso, se esconde nessa mascara.
O que nos leva a Tyler Durden. Um homem que acredita que a sociedade do hoje,é extremamente consumista, que se importa com coisas extremamente banais ("Por que você sabe o que é um edredon?" diz ele em determinado momento). E que acredita que o caminho que todos devem trilhar, é o da auto-destruição. É também um homem que tem um desapego muito grande das coisas. Sua casa é toda quebrada, cheia de goteiras, não tem televisão.

É interessante que Tyler é exatamente o contrário do personagem de Edward Norton. Cor de cabelo, cor da roupa, tipos de roupa, fisionomia. Inclusive as idéias. Tyler é tudo que o personagem de Edward Norton gostaria de ser.
Clube da Luta não é o melhor filme de David Fincher na minha opinião (que no caso é Zodíaco), porém é o meu favorito. Pois é um filme que apesar de quando se lê a sinopse do filme, parecer um filme de ação imbecil, é muito mais que isso. É um retrato da geração X, é uma crítica a sociedade de hoje, e ainda por cima é um puta filme.









Na época muita gente criticou que o filme era muito violento, e que a violência era desnecessária. No meu ponto de vista, não é que o filme seja tão violento assim, o que gerou essa polemica toda. E sim, o desapego que os personagens tem diante da violência. Em determinado momento por exemplo, para incriminar seu chefe, o personagem de Edward Norton se espanca. Mete socos no nariz, se joga numa estante de vidro, enfia a cara no vidro.
Na cena seguinte, quando consegue incriminar o chefe, aparece completamente ferido, assobiando como se nada tivesse acontecido. Trilhando o lindo (e sangrento) caminho da auto-destruição.

Essa cena fica na memória de muita gente, mas veja só:Em outra cena, o personagem de Edward Norton espanca em uma das lutas um jovem belo, ele arrebenta com sua cara. No inicio nós ficamos chocados, porém nos aliviamos quando ouvimos Tyler dizendo "Levem-no a um Hospital". A cena foi muita mais violenta que a anterior, mas mesmo assim, nós ficamos aliviados de saber que o rapaz irá cuidar dos ferimentos. Ao invés de deixar a ferida aberta.

Clube da Luta ainda tem um dos melhores personagens do cinema de todos os tempos:Tyler Durden. Tyler hoje em dia é quase um Gandhi da Internet, com pessoas postando frases suas nos seus Facebooks, Twitters etc. 





















Em termos técnicos o filme é impecavel. Os sets das produções de Fincher sempre tem muitos detalhes que passam despercebidos, mas que podem dizer muito sobre os personagens (note o apartamento de Marla). Além da já comentado diversas vezes em outros sites, o desenho de som. O jeito que foram criados os socos do filme, pedaços de carne recheados com nozes, num porão sendo arremessados e socados, é simplesmente genial.

As atuações do filme são impecáveis nada menos que isso. Brad Pitt no melhor papel de sua vida, Edward Norton também. Apesar de eu notar que todos os papeis após Clube da Luta feitos por ele serem muito semelhantes ao Jack (ok, eu vou ter que chama-lo assim no fim pra você não se perder, sim é tudo culpa sua). Helena Bonham Carter também sensacional como Marla Singer, apesar de ter uma participação um pouco menor do que o de costume.

A direção de David Fincher mais uma vez competente, muita gente achava que o diretor não teria como superar Seven,mas conseguiu. Com também um final interessante (porém não tão chocante quanto em Seven) Clube da Luta é o meu filme favorito do diretor.
























No fim Clube da Luta é um filme que muitos cinéfilos amam. Nem toda pessoa gosta, mas os que gostam, quebram justamente as duas primeiras regras do Clube. E falam sobre ele pra todos os seus amigos. Se você quer ver um belo retrato da sua geração, assista Clube da Luta. Se quer ver um excelente filme, feito por um grande diretor? Veja Clube da Luta.

Se você quer ver um filme de ação, não o veja. Você irá se decepcionar,mas ao menos você(ao contrário de mim)  terá cumprido as duas primeiras regras.

Nota:10